quinta-feira, 18 de abril de 2013

.79

Um post só para ti!

Talvez nunca fomos nada uma para a outra, só me querias para falares do teu namorado e das discussões que tinham, que acabavam cinco vezes por semana, que nunca mais o ias perdoar, que isto e que aquilo. Pura e simplesmente fartei-me da tua maneira de ser. Sim, eu sei que cada um tem o seu feitio, e que tinha que aceitar-te por aquilo que eras, mas foi demais. Os meus pais controlam-me e eu detesto, mas ainda tolero porque são meus pais. O meu namorado não me controla, nem é ciumento. Por isso não preciso de uma amiga que seja excessivamente assim, que tudo e mais alguma coisa que faça tenha que te contar, que deixe de andar com pessoas com quem fiz as pazes porque tens medo do que vá acontecer. Não! Eu tenho que ter o meu espaço, o meu tempo, as minhas coisas,... e só por causa disso já começas com merdas (desculpa o termo), a dizer que é para me ir embora e nunca mais voltar e a mandar indiretas (bem diretas!). Agora pergunto-te: isso são coisas que se façam a uma suposta melhor amiga? Mas claro que quem fica com os louros sou eu, Joana, porque sou eu que pago sempre por dizer as coisas na cara e não ter medo de dizer nada! "Querida", se fores com todas as outras pessoas o que foste comigo, posso então dizer-te que mais dia, menos dia as pessoas vão fartar-se, inclusive quem mais amas! Mas não te preocupes, se foi assim foi porque teve que ser, foi porque tu não és alguém que sabe o que é o significado da palavra "amigo/a", e obrigada por teres feito com que outros amigos meus se afastassem de mim, isso sim foi um verdadeiro ato do que se chama "melhor amiga"!
A vida continua e tu não vais ser aquela pessoa que me vai pôr em baixo porque seres um "projeto de gaja". Acabou, e começa aqui um novo capítulo da minha vida, onde a tua pessoa não será mais pronunciada.
Só para finalizar, isto é tudo o que te desejo:


1 comentário: