sábado, 18 de agosto de 2012

.38

Sinto-me magoada, traída, desiludida... são tantos sentimentos maus que nem sei a palavra certa para aquilo que estou a sentir neste momento. A nossa maior discussão deve de ter aproximadamente um ano, quando soube que te tinhas tornado homossexual e ao início não reagi muito bem, até porque foste a primeira pessoa que eu conhecia razoavelmente bem que era homossexual. Ultrapassei e ultrapassamos essa fase. Não sei se te lembras, mas até te contei que num debate sobre a homossexualidade numa aula de Filosofia contei "a nossa história" de quase ter perdido uma grande amiga por causa disso e lembro-me que quando te contei ficas-te super orgulhosa de mim. Tudo estava bem (ou pelo menos parecia), até ao dia que uma suposta amiga nossa me disse que tu lhe tinhas dito que o meu namorado só estava comigo por sexo. Em vez de ter ido falar contigo para saber se era verdade ou não fui-me afastando (e eu admito que errei aqui), mas também não mandaste nem um sms para saber se eu estava viva enquanto eu ainda cheguei a mandar uns dois ou três para combinar um almoço (aos quais tu recusas-te lá por coisas tuas). Deixamos de falar e aí soube de coisas "manhosas" sobre a nossa suposta amiga que não era suposto contar-lhe mas tivemos uma discussão enorme, mas com a raiva que tinha disse-lhe tudo na cara. Nunca tive ninguem que me desejasse a morte, mas eles fizeram questão de me deixar isso bem explicito! Tempos depois fizemos as pazes (ou eu pensava que sim... outra vez) quando começam a combinar cafés e saídas e não nos convidavam, ou então só convidavam o meu namorado e não a mim. À umas semanas mandei-te um sms gigante e não me respondeste (uau...) e na véspera do teu jantar de despedida (que foi ontem) convidas-me para lá ir. Nem sabia o que me apetecia fazer.. Estás-me a ver com cara de quê? Boneco que não tens sentimentos? Palhaço?! Recusei a ida ao jantar e disse-te que não podia. Não porque tinha coisas combinadas como te disse mas sim porque se tu te estavas a cagar para mim porquê que agora no fim me querias lá? Para eu fazer figura de parva? (Como sempre fui uma totó e...) Marquei uma ida ao café contigo ontem para nos despedirmos. Quase nem falámos mas na hora da despedida confesso que faltou bem pouco para desatar a chorar, mas resisti porque não queria parecer fraca. Afinal foste a minha melhor amiga durante alguns anos e custa ver-te partir embora tenha acontecido o que aconteceu, mas eu fiz o que pude para tentar salvar a nossa amizade embora o tenhas recusado inúmeras vezes. E agora tenho que seguir em frente com a minha vida, tal como tu seguiste com a tua e muito bem sem mim... Enfim, acabou.




8 comentários:

  1. Infelizmente acontecem coisas dessas a muitos de nós. Pensamos que temos um bom amigo e depois quando menos esperamos as coisas mudam de rumo, mas a vida continua e não a podemos parar por causa disso *

    ResponderEliminar
  2. O melhor é mesmo seguir em frente querida. Agora podes ter saudades e tudo isso mas um dia ela não te vai fazer falta. Foi o que me aconteceu.
    Também faço isso, deixo de mandar sms para ver se aquela pessoa também se lembra de mim. Por norma não lembra mas depois também não tem mais nada de mim. Acabasse a amizade porque não gosto que se lembrem de mim quando querem algo.

    ResponderEliminar
  3. Quem perdeu foi ela.. :')
    Segue em frente, tens a consciência tranquila..

    ResponderEliminar
  4. vou seguir o teu tumblr!! :D depois se quiseres e gostares segue o meu ^^
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Querida JM,
    Acredito que na amizade deve haver uma abertura especial para falar sobre qualquer coisa.
    Espero bem que não, mas certamente que as coisas que deixaste aqui imortalizadas, vão continuar a magoar-te mesmo que passem anos. Deverias ter aproveitado o facto dela ir-se embora para meteres tudo em pratos limpos e assim arrumares este assunto numa gavetinha.
    Beijos grandes e cheios de força ***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que tentei meter tudo em pratos limpos mas ela também não deu o braço a torcer...

      Eliminar
  6. Ultimamente tenho aprendido que os melhores amigos afinal não são para sempre, porque crescemos e mudamos e às vezes não sabemos modelar-nos devidamente.
    Acho que devias ter aproveitado a oportunidade para dizer-lhe o que te ia no coração e/ou cabeça

    ResponderEliminar