quarta-feira, 20 de junho de 2012

.24

Por acaso hoje não fiz rigorosamente nada, mas não foi porque quisesse. Acordei bem cedo para ir à explicação de Física e Química mas o dia não podia ter começado pior. Acho que nunca tinha vomitado tanto na minha vida, pois em menos de duas vezes vomitei umas sete vezes, e até cheguei a vomitar a biles (BIAK!). A minha mãe pensa que ou foi um vírus, ou então foi por causa dos nervos de ontem pelo exame de Biologia e Geologia. O exame correu pessimamente mal. Tenho negativa de certeza absoluta. Aqui vai um comentário que encontrei no Facebook sobre o exame e ao qual concordo plenamente:

"Rita Pinto: A todos que estão a criticar ao dizer "não se queixem porque o mercado de trabalho é pior", "têm de saber português" e afins, deixo o seguinte comentário: com a entrada do Nuno Crato para o governo era previsível que o grau de dificuldade aumentasse, tudo bem. No entanto o que está mal é aumentar o grau de dificuldade de tal modo que os alunos ao fazer simplesmente os exames de anos anteriores ou mesmo exercícios de dificuldade acrescida não ficam preparados porque nenhum se compara com o que se exige este ano. O ministério devia ir aumentando o grau de dificuldade de ano para ano e não logo de uma vez. Este ano é a segunda vez que faço o exame de BiGe e comparado ao do ano passado a matéria que veio neste era mais de índole interpretativa do que propriamente assuntos que são leccionados. Enfim, o exame de português foi ontem e não hoje se é para fazer Exames de BiGe que sejam para testar os nossos conhecimentos em termos da disciplina e não conhecimentos da língua. Se alunos que são de humanidades muitas das vezes sabem menos da área das letras que os alunos das ciências por que raio havemos de ter nós de retirar ideias subentendidas de textos e eles não tem de perceber factos científicos que muitas vezes lhes aparecem?"

Enfim, ainda bem que já estou melhor e espero puder ir amanhã à explicação porque se o exame de B.G. me correu mal, nem quero ver o de F.Q.!






Sem comentários:

Enviar um comentário